Noticias

Quem são os 10 mortos em acidente com ônibus em rodovia de SP

Quem são os 10 mortos em acidente com ônibus em rodovia de SP

WEB RADIO PINARE

junho 10th, 2019

0 Comments

Caso ocorreu na serra da rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, que dá acesso a Campos do Jordão, neste domingo (9). Outras 51 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas a hospitais.

Um acidente com um ônibus de turismo que tombou e atingiu outros cinco carros e deixou 10 mortos e 51 feridos na noite deste domingo (9) na rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123). O acidente aconteceu no trecho de Pindamonhangaba (SP).

O coletivo transportava moradores do litoral sul de São Paulo, que voltavam de uma excursão de um dia em Campos do Jordão. O passeio era uma celebração antecipada do Dia dos Namorados.

Ao todo, 40 das 51 vítimas atendidas em hospitais da região receberam alta médica até as 19h:

  • Pronto-socorro de Campos do Jordão – todos os atendidos no hospital tiveram alta;
  • Hospital Regional de Taubaté – nove dos 16 socorridos na unidade ainda estavam internados;
  • Santa Casa de Pindamonhangaba – três dos cinco atendidos no local receberam alta.

Além dos feridos, o acidente matou quatro mulheres, quatro homens e duas meninas. Oito das vítimas fatais estavam no ônibus. Em um dos carros atingidos estavam as outras duas vítimas fatais – um homem e a filha.

A Polícia Civil divulgou uma lista com os dez mortos no acidente:

Mortos:

  • Yago Mange, de 25 anos
  • Camilla Rodrigues da Silva, de 23 anos
  • Jackeline Rodrigues Fernandes, de 26 anos
  • Jaziel Dourado, de 33 anos
  • Manoella Maciel Dourado, de 4 anos
  • Luzia Aparecida Alencar dos Santos, de 32 anos
  • Julia dos Santos, de 3 anos
  • Doriedson Ferreira da Silva, de 46 anos
  • Maria Ivonete Marcolino Ferreira da Silva, de 41 anos
  • Ivan Francisco da Silva

Yago Mange

Participou da excursão em Campos do Jordão com a namorada Camilla Rodrigues. O jovem de 25 anos trabalhava como operador de sistema rodoviário desde 2018 em uma concessionária. Ele morava com a avó em Cubatão.

Foi a primeira vítima identificada por parentes no Instituto Médico Legal. O pai soube do acidente pelas redes sociais e reconheceu o corpo por uma tatuagem.

Camilla Rodrigues

A jovem participou da excursão com o namorado Yago Mange. Era moradora de Cubatão e trabalhava como professora de inglês.

Jackeline Rodrigues Fernandes

A vítima estava no ônibus e participou da excursão acompanhada do namorado. O corpo dela foi reconhecido pelo pai. O namorado dela foi socorrido para o pronto-socorro de Campos do Jordão e segue internado.

Jaziel Dourado

O contador estava em um dos carros atingidos pelo ônibus de excursão e era pai de Manoella Maciel Dourado. O homem era quem dirigia o veículo no momento do acidente. Além dele e da menina, a mulher e outro filho do casal estavam no veículo e foram socorridos para hospitais da região. A família é de Barueri e passou o domingo em Campos do Jordão.

Manoella Maciel Dourado

Filha de Jaziel Dourado, a menina de 4 anos estava em uma cadeirinha de segurança no banco de trás de um dos veículos atingidos pelo coletivo.

Luzia Alencar dos Santos

Moradora de São Vicente, participava da viagem com a filha Julia e o marido Osvaldir dos Santos. Ela e a menina faleceram. Já o homem, segue internado.

Julia dos Santos

Viajava com a mãe Luzia Alencar dos Santos e o pai Osvaldir dos Santos.

Doriedson Ferreira da Silva

Doriedson Ferreira da Silva, de 46 anos, é de São Vicente e viajou com Maria Ivonete Marcolino Ferreira para o passeio de um dia em Campos do Jordão. O casal trabalhava vendendo lanches e morava no bairro Catiapoã.

Maria Ivonete Marcolino Ferreira da Silva

A mulher de 41 anos era companheira de Doriedson, outra vítima do acidente. O filho do casal passou a noite em busca de informações dos dois até conseguir confirmar a morte dos pais.

Ivan Francisco da Silva

Ele era o motorista do ônibus acidentado no retorno da excursão em Campos do Jordão. Antes do acidente, havia informado a mulher por um aplicativo de mensagens que sairia por volta das 21h de Campos do Jordão.

“Eu tinha visualizado o Whatsapp dele e ele não estava online, não tinha visualizado depois das 20h50. Ele falou que ia sair 21h, ‘deve estar dirigindo e não quis mandar mensagem’, aí elas me acordaram falando que teve um acidente”, afirmou Maria Cicera.

A mulher dele fez o reconhecimento pela aliança que ele usava. “Quando vi a foto do carro, vi a mão dele na frente, assim com a aliança, aí reconheci pela aliança, era o Ivan”, disse a mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *