Noticias

Pacientes denunciam venda de lugar na fila de posto de saúde, em Cianorte

Pacientes denunciam venda de lugar na fila de posto de saúde, em Cianorte

WEB RADIO PINARE

fevereiro 5th, 2019

0 Comments

Segundo pacientes, um lugar no início da fila custa entre R$ 20 e R$ 30. Pessoas chegam na noite anterior para garantir atendimento.

Pacientes que dependem de atendimento no posto de saúde Cianortinho, em Cianorte, na região noroeste do Paraná, reclamam que há pessoas que vendem lugar na fila para quem quer se consultar mais rápido.

Vários pacientes afirmam que é comum que pessoas que precisam de atendimento não consigam ser consultadas por causa das filas. Segundo as denúncias, um lugar no começo da fila custa entre R$ 20 e R$ 30.

“Tem gente que chega meia-noite, madruga lá e os pacientes pagam pra eles ficarem esperando”, afirmou a esteticista Andressa Aparecida da Silva.

Andressa teve que ir ao posto de saúde porque a filha dela estava com dor de ouvido.

Para tentar garantir o atendimento, Andressa chegou às 4h da manhã. Mesmo assim, a fila já estava grande.

“Eu cheguei lá, fiquei esperando e não consegui a vaga. Uma mulher chegou em mim e disse que tinha gente que venderia a vaga”, lembrou.

Ela não pagou e não conseguiu a consulta naquela hora. “A gente já paga imposto, então precisaria ter que pagar mais para ter uma consulta”, afirmou.

A reportagem da RPC flagrou pessoas que vendem os lugares na fila. Uma mulher, que não foi identificada, contou que cobra entre R$ 20 e R$ 30 para ‘guardar’ lugar.

Segundo ela, os lugares podem ser vendidos para quem está na fila aguardando ou negociados por quem ‘compra’ a vaga antes. “Tem que pagar. A pessoa paga pra eu vir”, afirmou.

Segundo a reportagem identificou, há pessoas que chegam às 22h da noite anterior para segurar o lugar no início da fila. Eles levam cobertores e almofadas para passar a noite em frente ao posto de saúde.

“É pouca consulta, né?” disse uma das pessoas.

Segundo ela, o valor pode aumentar, dependendo da necessidade. “A pessoa que pede, reconhece. Tem pessoa que paga até mais do que a gente pede”, afirmou.

O aposentado Elias França, de 83 anos, precisa caminhar 3 quilômetros para chegar até o posto. Ele afirma que tentou duas vezes se consultar e não conseguiu, mesmo chegando às 5h.

“Não tinha que ser assim, vir cedo pra pegar lugar e tirar do outro”, disse o aposentado.

A Prefeitura de Cianorte declarou que não compactua com esse tipo de prática.

A Secretaria Municipal de Saúde disse que teve conhecimento da venda de lugar na fila do posto de saúde de Cianortinho recentemente por meio de denúncia na ouvidoria do SUS, e toma providência no sentido de orientar os usuários para que não aceitem o negócio.

A secretaria informou que sabe que o posto tem muitas filas e que está realizando estudos para remanejar médicos e contratar mais pessoas para as equipes de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *