Noticias

Câmara aprova em 1º turno extinção do cargo de motorista na Prefeitura de Curitiba


Projeto do Executivo foi discutido na sessão desta segunda-feira (9); segunda votação está prevista para terça (10). A proposta também elimina 224 vagas não ocupadas de motoristas
Rodrigo Fonseca/CMC
A Câmara de Curitiba aprovou em primeira votação, na sessão desta segunda-feira (9), a extinção do cargo de motorista dos quadros de pessoal da prefeitura. Foram 21 votos a favor e três contrários. Na terça-feira (10), a proposta deve ser discutida em segundo turno.
Conforme o projeto, proposto pelo Executivo, a extinção do cargo também valerá para a Fundação Cultural de Curitiba (FCC), Fundação de Ação Social (FAS) e Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).
A proposta também elimina 224 vagas não ocupadas de motoristas. Segundo a Câmara, os servidores que ocupam os atuais 146 cargos permanecerão em atividade até o desligamento por aposentadoria, morte, exoneração ou demissão.
De acordo com a justificativa do projeto, assinada pelo prefeito Rafael Greca (DEM), mesmo que futuras administrações revertam o processo de terceirização da frota e dos condutores, “não haveria necessidade da existência de um cargo único com a responsabilidade pela condução de veículos”.
Isso porque, no entendimento do prefeito, para o atendimento das demandas de cada órgão é mais eficiente que os veículos sejam conduzidos por funcionários habilitados que utilizam diretamente nas atividades necessárias.
De acordo com o Portal da Transparência da prefeitura, o salário inicial de um motorista é de R$ 1.614,57.
Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

WEB RADIO PINARE

9 de dezembro de 2019

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *